terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Blog novo e importante no ar

A historiadora e escritora Eliana Belo Silva está iniciando um blog dedicado à História de Indaiatuba, denominado justamente, "História de Indaiatuba". Segue o e-mail em que ela comunica a existêrncia desse novo espaço internáutico.

@migos, boa noite.

Estou fazendo um blog (tentando, pelo menos) cujo link é http://historiadeindaiatuba.blogspot.com/

Minha intenção é fazer um arquivo virtual sobre a História de Indaiatuba, imagens, memórias, informações sobre pessoas e famílias, referências ao patrimônio edificado, cultural, ambiental e literário, entre outros.

Há poucos post´s ainda, mas tem um que eu queria que vocês conhecessem e indicassem para os amigos.

Trata-se de um texto com uma lista de espécies arbóreas e arbustivas nativas de Indaiatuba. Meu objetivo é divulgar a lista para os conhecidos. Quem sabe assim, quando fizerem projetos de urbanização ou mesmo de paisagismo, as pessoas, as empresas, chácaras, sítios etc... não usam essa lista?

O texto sobre este assunto está do lado esquerdo do blog, na lista de publicações já feitas, com o título ‘RECUPERAÇÃO DAS MATAS INDAIATUBANAS”.

Visite e se gostar, indique.

[ ]s,

Eliana Belo

***

Mas eu destaco e furto o post da cronologia de Indaiatuba até 1992, tanto pela importânica quanto pelas curiosidades dos destaques (por exemplo, porque a fundação da Crovel em 1970 e não a instalação da Yanmar na década anterior, muito mais importante?). Vejam:

A cronologia da História de Indaiatuba apresentada neste post foi feita por Lia Gobbi em 1994, dentro do Projeto Integração Arquivo-Escola, da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba, coordenado, na época, por Silvane Rodrigues Leite Alves.
Atualmente, Adriana Koyama, filha do pesquisador Nilson Cardoso de Carvalho (in memorian) está atualizando a cronologia indaiatubana e acrescentando dados com base em fontes mais recentes e em transcrições feitas por ele. A publicação desta obra está prevista para breve (fevereiro de 2009).
Século XVIII - Fundação do povoado Votura por José da Costa (1).
1740 - Epidemia de Bexiga (varíola) na região, que dizimou o povoado.
1807 - Início da construção da Matriz Nossa Senhora da Candelária.
1830 - Elevação do povoado a categoria de Freguesia, já com o nome de Indaiatuba, que passa a existir como distrito da Vila de Itu, com 4526 habitantes, sendo que 2500 eram escravos.
1832 - Realização da primeira eleição para vereadores e juízes no município.
1842 - Revolução Liberal. Morre o Capitão Boaventura do Amaral.
1859 - Elevação da Freguesia de Indaiatuba a categoria de Vila.
1863 - Conclusão da construção da Matriz Nossa Senhora da Candelária.
1869 - Compra da casa que serviria como Paço Municipal, na rua Pedro de Toledo.
1873 - Convenção Republicana onde se destacou o indaiatubano João Tibiriçá de Piratininga. Inauguração da Estrada de Ferro da Companhia Ituana de Estrada de Ferro e Navegação.
1880 - Indaiatuba começa a receber imigrantes alemães, suiços e italianos. Inauguração da Estrada de Ferro em Indaiatuba, construída pela população local (2).
1882 - Fundação do Bairro Helvetia. Aquisição de um sino para chamar os guardas e dar o toque de recolher ( que durou até 1930).
1888- Inauguração da iluminação pública à querosene.
1890 - A Intendência (administração pública) passa a funcionar no prédio erguido na praça Prudente de Moraes, funcionando também aí a Cadeia Pública. Este prédio foi demolido em 1963.
1905 - Eleição do prefeito Major Alfredo de Camargo Fonseca. Construção do cemitério (de pedras) em frente ao de taipas, na rua Candelária.
1906 - Elevação da Vila de Indaiatuba a categoria de Cidade.
1911 - Construção do Grupo Escolar "Randolfo Moreira Fernandes".
1913 - Inauguração da rede de energia elétrica no município.
1927 - Fundação do Esporte Clube Primavera.
1928 - O projeto para implantação de água encanada no município começa a ser elaborado.
1930 - Criação do Hino Indaiatubano pelo maestro Nabor Pires de Camargo.
1932 - Revolução Constitucionalista. Morre o indaiatubano João Pereira dos Santos.
1933 - Conclusão da Construção do Hospital Augusto de Oliveira Camargo.
1935 - Dezenas de famílias japonesas emigram para o município, iniciando o cultivo do tomate.
1937 - A cidade passa a contar com o serviço de abastecimento de água encanada.
1940 - Implantação da rede de esgoto sanitário.
1949 - Fundação da Biblioteca "Rui Barbosa" no governo de Luiz Teixeira de Camargo Júnior.
1950 - A pavimentação asfáltica das ruas centrais da cidade é iniciada. Criação do "Colégio Estadual Dom Jose de Camargo Barros".
1955 - Fundado o Jornal Tribuna de Indaiá, por Renato Laércio Talli e Rafael Elias Aun.
1957 - Fundação do Indaiatuba Clube e do Clube 9 de Julho.
1958 - Erigido o busto em homenagem a João Pereira dos Santos na Praça Prudente de Moraes.
1959 - Instalação da Biblioteca Euclides da Cunha, pertencente a EEPSG "Dom José de Camargo Barros"
1960 - Aparecimento das grandes unidades mecânicas e metalúrgicas como a Yanmar do Brasil, Café Interior, a Concessionária Ivesa, etc.
1962 - Cassação do mandato do prefeito Alberto Brizzola.
1963 - Criação da Comarca de Indaiatuba.
1964 - Cassação do mandato do prefeito Ivan Correa de Toledo.
1966 - Inauguração do Paço Municipal. Instituição do Brasão de Armas do Município, pela Lei 930.
1968 - Criação da Bandeira Municipal.
1969 - Elevação do município de Indaiatuba a categoria de Comarca.
1970 - Inaguração da Refinaria de Óleo Crovel. Instalação do SAAE na Rua Bernardino de Campos, no governo de Mário Araldo Candello.
1973 - Inauguração do Serviço Telefônico de Telecomunicações de São Paulo.
1974 - Inauguração do novo sistema de água da cidade (abastecimento) no governo de Romeu Zerbini.
1977 - Construção do Cemitério Parque dos Indaiás no governo de Clain Ferrari. Inauguração do novo Forum na rua Ademar de Barros.
1979 - A Corporação Villa Lobos passa a se apresentar regularmente.
1980 - Inauguração da Rádio Jornal de Indaiatuba.
1981 - Inauguração do Ginásio de Esportes na administração de Clain Ferrari.
1983 - Inauguração do terminal rodoviário "Alberto Brizzola" na administração de José Carlos Tonin.
Inauguração do Centro Esportivo do Trabalhador.
1984 - Desapropriação do Casarão do Pau-Preto, como forma de preservar o que restou de seu passado urbanístico.
1986 - Implantação do Corpo de Bombeiros.
1987 - Criação do Distrito Industrial no Loteamento Recreio Campestre Joia.
1988 - A instituição beneficente Augusto de Oliveira Camargo fecha as portas do hospital.
1989 - A prefeitura decreta intervenção no hospital Augusto de Oliveira Camargo.
1990 - Inaugurado o Campo de Provas da General Motors do Brasil. Início das obras do "Parque Ecológico".
1991 - Criação do Juizado de Pequenas Causas.
1992 - Desapropriação do Hospital Augusto de Oliveira Camargo pela prefeitura Municipal.
Notas de Eliana Belo Silva:
(1) Atualmente a FPMI considera que não há comprovações que evidenciem a fundação desse povoado por José da Costa.
(2) A população local construiu a estação do centro da cidade, que ainda está lá (um pequeno armazém) mas não é o prédio onde hoje é o Museu Ferroviário (este foi inaugurado em 1911).

3 comentários:

Fábrica da Notícia disse...

Oi Ki....já entrei e gostei muito. Aliás, a Eliana é uma amiga muito querida com quem tive a oportunidade de trabalhar.

Eliana Belo disse...

Olá Marcos!
Grata pela divulgação do meu blog.
Quanto à "cronologia", sua crítica procede, e muito! A cronologia de Indaiatuba publicada no blog foi produzida há 10 anos pelas envolvidas citadas. E faltam, sim referências importantes como da Yanmar. Pretendo atualizar a cronologia assim que possível. E essa ação, de melhorar o blog com informações advindas de críticas, será um esforço contínuo de minha parte. Por favor, participe sempre e faça todas as críticas que desejar.

Eliana Belo disse...

Olá Marcos! Grata por publicar o meu blog. Você tem toda a razão quanto a "Yanmar"! Os critérios dessa cronologia foram de Lia e Silvane. No próximo dia 18, conheceremos a "cronologia" feita pelo "seo" Nilson e, com certeza, outros dados serão inseridos, detalhados e até corrigidos. Aguardemos!!! Até lá.