quinta-feira, 5 de março de 2009

Toque o berrante, seu moço


Estréia em todo o Brasil, incluindo Indaiatuba, “O Menino da Porteira”, refilmagem do grande sucesso de Sérgio Reis de 1977, agora com Daniel no papel do mocinho. Não é apenas uma investida no sólido mercado sertanejo, mas também uma das primeiras produções a utilizarem a estrutura do novo Pólo Cinematográfico de Paulínia. Além disso, o ex-parceiro de João Paulo busca recuperar sua carreira, hoje ultrapassada por novos talentos como Victor & Léo e Cesar Menotti & Fabiano.

Nos anos 50, o peão Diogo chega a Ouro Fino trazendo uma boiada para a fazenda do poderoso Major Batista, onde conhece o menino Rodrigo, com quem faz amizade. No vilarejo, o boiadeiro é procurado por pequenos produtores da região que propõem que ele leve suas cabeças de gado para vender em outro lugar, pois em Ouro Fino seles são submetidos aos preços que o major impõem. Ao aceitar o trabalho, Diogo ganha o ódio do fazendeiro, ao mesmo que tempo que desperta o amor na enteada deste, a bela Juliana. No elenco estão José de Abreu, mais uma vez vilão recorrente como Major Batista, e a “cabooocla” Vanessa Giácomo interpretando a mocinha Juliana.

O original já pegava carona na canção de Teddy Vieira e Luizinho, lançada em 1955 pela dupla Luizinho e Limeira. Em 1973, Sérgio Reis regravou “O Menino da Porteira” com enorme sucesso e quatro anos depois lançou o filme dirigido pelo mesmo Jeremias Moreira que assina a produção atual. No intervalo entre a primeira e a segunda versão, dirigiu o clássico brega “Fuscão Preto”, outro filme inspirado em uma música, que Xuxa Meneghel certamente apagou de seu currículo.

Um comentário:

Bárbara disse...

eu quero ver !!