quinta-feira, 12 de junho de 2008

Ela, ela, ela...

Como meu amigo Sérgio Gatolini andou reclamando que, sobre futebol, eu só falo do Palmeiras, vamos falar da final da Copa do Brasil.

Pra começar, foi mesmo pênalti no Acosta, o Arnaldo César Coelho está certo. Mas o Corinthians jogou pra ganhar de verdade? Sufocou o Sport no segundo tempo? Não. Ainda teve dois jogadores expulsos infantilmente e terminou com nove. Colocar a culpa num erro de interpretação do juiz pode ser cômodo, mas não explica o resultado de uma competição.

O que explica, como observa o corintiano Juca Kfouri em seu blog, é o fato do alvinegro paulistano ter perdido todas as partidas fora de casa contra times da Primeira Divisão - no caso Goiás, Botafogo e Sport - e do Leão ter vencido Palmeiras, Internacional, Vasco e agora o Corinthians na Ilha do Retiro.

Como também notou Juca anteriormente, seria e é a primeira vez que um time paulista da Segunda Divisão perde uma final da Copa do Brasil...

***
PS: Esqueci de falar no frango do Felipe no segundo gol. E desta vez não teve decisão nos pênaltis pra ele se redimir.

Um comentário:

Marcelo - Revista NoEmbalo disse...

Concordo que o Corinthians não jogou absolutamente nada! Concordo que o Felipe frangou no segundo gol! Mas até aí o juiz teria que ter dado o penalti! Seríamos campeões do mesmo jeito... jogo de 180 minutos onde só jogamos 90, o que teoricamente seria o suficiente. Mas que árbitro no Brasil daria um penalti, aos 42min do 2º tempo, na casa do adversario e sabendo que esse gol tiraria o título do time da casa? NENHUM! Ainda mais esse, que eh conhecido por sempre ajudar o Sport...