segunda-feira, 16 de junho de 2008

Seleção falsificada

...e não era a paraguaia, era a brasileira, pentacampeã do mundo. É verdade que foi-se o tempo em que não perdíamos em Eliminatórias, muito porque nossos craques na maioria passaram a jogar fora do País, dificultanto o treinamento, mas também por causa da evolução dos outros times.

Mas isso não é desculpa para o fuebol covarde e sem criatividade exibido domingo. Pode ser até que vençamos a Argentina na quarta - Dunga parece restringir o estudo antecipado do adversário à seleção de Alfio Basile, nossos fregueses nos últimos nos - mas basta comparar ao que estamos vendo na Eurocopa para constatar que estamos muito longe dos nossos rivais do Velho Mundo.

Descontando a euforia marketeira do locutor da Record, algumas partidas têm sido sensacionais do ponto de vista técnico, mas quase todas emocionantes, com as equipes buscando o gol a todo momento. Bem diferente dessas Eliminatórias Sul-americanas, em que as tradicionais potências vêm apresentando um futebol burocrático e chinfrim.

Um comentário:

Bárbara disse...

por isto não quero mais gostar de assistir